carregando

Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

 

A Essência da Constituição - 6ª Edição

Para usar as funcionalidades você precisa estar logado(a). Clique aqui para logar
Erro ao processar sua requisição, tente novamente em alguns minutos.
A Essência da Constituição - 6ª Edição

Livro Bom - 1 comentário

  • Leram
    1
  • Vão ler
    0
  • Abandonaram
    0
  • Recomendam
    0

Autor: Ferdinand Lassalle.  

Editora: DIREITO

Assunto: Sociologia

Traduzido por: Adami (Tradutor).

Páginas: 550

Ano de edição: 2006

Avalie e comente
  • lido
  • lendo
  • re-lendo
  • recomendar

 


Bom
GUSTAVO ROMUALDO DE ALCANTARA
09/12/2019 às 08:02
Tarumirim - MG
A Essência da Constituição é uma obra sobre a sociologia das constituições de alcance acadêmico e popular que estuda os fundamentos, não formais, mas, como Lassale denomina, essenciais — sociais e políticos — de uma constituição. O seu pressuposto jurídico, evidente confronto com o pensamento jusnaturalista e positivista, é de que as constituições não promanam de ideias ou princípios que se sobrepõem ao próprio homem, mas dos sistemas que os homens criam para, entre si, se denominarem, ou para se apropriarem da riqueza socialmente produzida.
Esta obra de Ferdinand Lasselle transformou-se em um clássico do constitucionalismo que, paradoxalmente, desconhece a importância do Direito como instrumento de organização social e, ao mesmo tempo, escrevendo sobre o que é uma constituição, ensina exatamente o que não deve ser a essência de uma constituição.
Lassale foi um precursor da social-democracia alemã. Advogado, ainda na juventude dedicou-se às atividades intelectuais e políticas, vindo a se consagrar como sindicalista combativo e ativo propagandista dos ideais democráticos, especialmente na luta pela conquista do sufrágio universal na Prússia. Foi contemporâneo de Karl Marx e estiveram juntos durante a Revolução Prussiana de 1848.
Os escritos de Lassale tiveram originalmente significativo impacto sobre a organização dos operários alemães, sobre a formulação das teorias socialistas e sobre a formação dos estados democráticos.
Contamos que o público brasileiro compreenda o alcance deste trabalho. Prefácio e apresentação de Aurélio Wander Bastos e o epílogo de Rosalina Corrêa de Araújo permitem um maior entendimento da obra e do contexto sócio-político da época.

Nenhuma informação foi cadastrada até o momento.

 

Receber nossos informativos

Siga-nos:

Baixe nosso aplicativo

Livronautas
Copyright © 2011-2020
Todos os direitos reservados.