carregando

Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

 

Roberto Freire

Roberto Freire

Biografia


Roberto Freire nasceu em São Paulo, em 1927 e morreu em maio de 2008, aos 81 anos de idade. Formou-se em Medicina, freqüentando por algum tempo as enfermarias de clínica médica do Hospital de Clínicas de São Paulo. Decidiu então dedicar-se à Psiquiatria e posteriormente à Psicanálise. Atuou em diversas áreas culturais como: Teatro, Educação, Jornalismo, Literatura, Cinema e Televisão. Lecionou Psicologia do Ator e Psicologia da Arte Dramática na Escola de Arte Dramática de São Paulo quando escreveu a peça Quarto de Empregada que teve problemas com a Censura por colocar em cena a problemática das empregadas domésticas do Brasil. Roberto Freire ligou-se ao movimento surgido no Teatro de Arena para a criação de uma dramaturgia baseada em nossa realidade sócio-política. Pesquisou um tipo de teatro popular que utilizava-se das bases teóricas e de experiências realizadas pelo Sistema Pedagógico de Paulo Freire. Em 1963 foi convidado para dirigir o SNT, onde dedicou-se à criação de um Plano Nacional de Popularização do Teatro. Participou da criação do TUCA e da encenação dos espetáculos Morte e Vida Severina, de João Cabral de Melo Neto, e O & A, dele próprio, ambas com música de Chico Buarque de Hollanda. Como jornalista, escreveu para a Última Hora, para o Estado de São Paulo e para a extinta Realidade, onde ganhou o Prêmio Esso de Reportagem com uma reportagem sobre "Os Meninos do Recife". Em 1971, depois de 8 anos de rompimento com a Psicanálise, reabriu seu consultório e passou a pesquisar um método terapêutico não-elitista, não-culturalista e adaptável a pessoas de qualquer classe sócio-econômica. Suas pesquisas duram 13 anos e vão originar o que ele chama de Somaterapia, com base nas pesquisas de Wilhelm Reich e nas teorias e práticas anarquistas. O teleteatro Gente como a gente, os seriados A grande família e Obrigado Doutor são algumas de suas criações para televisão. É autor de vários romances, dentre eles Cleo e Daniel, seu livro mais conhecido, adaptado também para o cinema.

Fausto Brito nasceu em Ouro Preto, em 1947. Na UFMG, formou-se em Sociologia, fez curso de mestrado e atualmente, além de professor, desenvolve pesquisas sobre o Estado e sobre uma revisão das experiências socialistas, principalmente a experiência soviética. Desde adolescente, sua militância política é intensa, em várias organizações e partidos, e em jornais de imprensa alternativa. Nessas vivências políticas, começou a ter contato com Roberto Freire, com quem fez uma profunda reavaliação, questionando o autoritarismo das organizações políticas tidas como "revolucionárias" , e percebendo que "os jornais alternativos eram muito pouco alternativos e tampouco independentes". "Propusemo-nos então a um novo trabalho político, bastante diferente do que vínhamos fazendo", diz ele. Fausto está trabalhando agora em dois outros textos, que pretende editar futuramente: sua pesquisa sobre a experiência socialista depois de quase sete décadas do regime soviético, e uma história (com inevitáveis traços autobiográficos) "dos que ficaram no Brasil durante os últimos anos da ditadura, cutucando onça com vara curta" .

  • 1 - Sem Tesão Não Há Solução
  • 2 - Utopia e Paixão
  • favorito
  • chato
  • excelente
  • desconheco

Livros de Roberto Freire disponíveis no livronautas (2)


Capa Título do livro Assunto Conceito
Sem Tesão Não Há Solução Sem Tesão Não Há Solução Ensaio Ótimo
Utopia e Paixão Utopia e Paixão Filosofia Bom

 

Receber nossos informativos

Siga-nos:

Baixe nosso aplicativo

Livronautas
Copyright © 2011-2021
Todos os direitos reservados.