carregando

Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

 

Nas Ondas do Futuro

Para usar as funcionalidades você precisa estar logado(a). Clique aqui para logar
Erro ao processar sua requisição, tente novamente em alguns minutos.
Nas Ondas do Futuro

Livro Ótimo - 1 comentário

  • Leram
    1
  • Vão ler
    0
  • Abandonaram
    0
  • Recomendam
    0

Autor: Marco Aurélio Ferreira Vianna  

Editora: Gente

Assunto: Sociologia

Traduzido por: Livro Editado em Português (de Portugal)

Páginas: 277

Ano de edição: 2001

Peso: 415 g

Avalie e comente
  • lido
  • lendo
  • re-lendo
  • recomendar

 

Ótimo
Marcio Mafra
30/06/2002 às 15:42
Brasília - DF

Ótimo livro editado no ano de 2001, mesmo ano do ataque ao Trade Center nos EUA. Não se trata do abominável exercício de futurologia, nem possui qualquer identidade com cartas, tarô, runas e outras bobeiras da moda. Leitura clara, limpa, fácil e didática.


Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Análise das tendências e oportunidades para o futuro, com foco na biotecnologia e informática.

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

A quem interessa o pavor ? O pesadelo mais novo de Washington é a ameaça de um gigantesco ataque terrorista com armas químicas, biológicas ou nucleares. Tais previsões medonhas podem ser úteis aos artigos da imprensa, filmes e listas de mais vendidos, mas, no que se refere à informação, eles não trazem necessariamente um bom material. À medida que o pânico de que um ato terrorista de destruição de massa transcenda a estrutura de segurança americana, governos mundiais começam a dedicar mais atenção à ameaça. Por mais amedrontador que esse prospecto possa ser, os riscos relativamente baixos de um tal evento não justificam o alto custo com o qual tem sido contemplado. Não só é provável que muitas das contramedidas utilizadas sejam ineficazes, como o nível de retórica e a busca de financiamento dedicados à luta contra o superterrorismo podem ajudar um terrorista potencial a cumprir suas metas de criar um clima de pânico e medo. Embora a ameaça de substância química e terrorismo biológico deva ser seriamente levada em consideração, o público tem que saber que o risco de uma grande catástrofe é extremamente baixo. As chances de um ataque bem-sucedido são mínimas, mas os cidadãos ficam preocupados por causa da avaliação inadequada que reúne todos os tipos de terrorismo, interesses escusos (alguns contratantes de defesa ficarão muito ricos e um número maior de especialistas ficará moderadamente rico e famoso) e a fascinação mórbida da TV e do jornalismo sensacionalista. Para impedir tal ameaça, os recursos financeiros deverão ser alocados em sistemas de inteligência, impedimento internacional e doméstico, além de equipes de resposta inteligentes e compactas. Na pressa de jogar um jogo de guerra novo sempre há uma tendência para exagerar a ameaça; o ritmo em que o terrorismo catastrófico chega ao centro do palco é quase tão enervante quanto a própria ameaça...."


Nenhuma informação foi cadastrada até o momento.

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Não há qualquer registro sobre este livro


 

Receber nossos informativos

Siga-nos:

Baixe nosso aplicativo

Livronautas
Copyright © 2011-2021
Todos os direitos reservados.