carregando

Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

 

A Ignorância Custa Um Mundo

Para usar as funcionalidades você precisa estar logado(a). Clique aqui para logar
Erro ao processar sua requisição, tente novamente em alguns minutos.
A Ignorância Custa Um Mundo

Livro Ótimo - 1 comentário

  • Leram
    1
  • Vão ler
    3
  • Abandonaram
    0
  • Recomendam
    0

Autor: Gustavo Ioschpe  

Editora: Francis

Assunto: Sociologia

Traduzido por: Livro Editado em Português do Brasil

Páginas: 324

Ano de edição: 2004

Peso: 510 g

Avalie e comente
  • lido
  • lendo
  • re-lendo
  • recomendar

 

Ótimo
Marcio Mafra
20/08/2007 às 18:53
Brasília - DF

Enfim um economista fala de educação, fazendo a medição do dinheiro.

Escolaridade e renda é o tema central do livro que quantifica os benefícios da educação sobre o cidadão, sem cor nem roupagem política. Gustavo Ioschpe trata do óbvio. Óbvio que todos - governantes, professores, educadores, empresários - sabem, têm certeza, mas não vêem: a escolaridade do indivíduo resulta em ganhos diretos para a economia de qualquer nação.

Professores, sindicatos e seus apêndices superiores, desde há muitos anos tratam somente de suas abomináveis ''campanhas salariais'' que sempre denotam interesses políticos partidários. Dos menores, assinale-se. Chega a ser intolerável a quantidade de movimentos paredistas da classe, que ocorrem todos os anos. A forma de apresentação dos movimentos é desnecessariamente agressiva, chegando, em algumas vezes, a mostrar os fatos com versões inverossímeis ou propositadamente distorcidas. Nunca se viu movimento em favor do aluno. Parece mesmo que a educação vive dias de Macondo, como no romance Cem Anos de Solidão, do Gabriel Garcia Márquez.

É vergonhoso e triste. A leitura do livro do Gustavo Ioschpe é boa, esclarecedora, objetiva, inteligente e simples. Resta - apenas - um lado meio chatinho de escrita quase "economeziana" que repete muito o mesmo assunto e trabalha com muitos mapas e esquemas, como faz todo economista.


Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

A questão da educação brasileira, vista sob a ótica de um economista, passando por temas muito conhecidos, como a remuneração do professor, o investimento governamental e a excelência enganosa da escola particular.

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Podemos resumir nossa discussão acima em poucas palavras. O desempenho da economia do Brasil gerou uma massa de pobreza e índices vergonhosos de desigualdade de renda. O país precisa retomar o caminho do desenvolvimento sustentado - e, desta vez, redistributivo - urgentemente. A educação tem um papel fundamental nesse processo, ajudando tanto no aumento da renda absoluta (de indivíduos e do país como um todo) quanto na diminuição das desigualdades (dependendo, crucialmente, de uma mudança no modelo da educação). A educação brasileira não vem cumprindo nenhuma dessas funções, porque é muito ruim, o que a acaba tornando muito pouca para pouca gente. A reforma da educação no Brasil é uma tarefa inadiável e de enorme importância.


Nenhuma informação foi cadastrada até o momento.

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Ioschpe é sobrenome muito conhecido no mundo industrial e das finanças. Gustavo ganhou o prêmio Jabuti de 2005, pelo conjunto de sua obra, que acredito, é voltada para a educação. Por isso comprei este livro em meados de 2006.


 

Receber nossos informativos

Siga-nos:

Baixe nosso aplicativo

Livronautas
Copyright © 2011-2021
Todos os direitos reservados.