carregando

Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

 

Buenos Aires

Para usar as funcionalidades você precisa estar logado(a). Clique aqui para logar
Erro ao processar sua requisição, tente novamente em alguns minutos.
Buenos Aires

Livro Bom - 1 comentário

  • Leram
    1
  • Vão ler
    0
  • Abandonaram
    0
  • Recomendam
    0

Autor: Alicia D'Amico-Sara Facio  

Editora: Sudamericana

Assunto: Fotografia

Traduzido por: Livro Editado em Espanhol

Páginas: 224

Ano de edição: 1968

Peso: 1.265 g

Avalie e comente
  • lido
  • lendo
  • re-lendo
  • recomendar

 

Bom
Marcio Mafra
25/07/2002 às 14:41
Brasília - DF
Passados 29 anos do terremoto, não acabei de folhear o livro. Não pretendo fazê-lo. Até onde vi, foi interessante.

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Fotos - e alguns textos - sobre a cidade de Buenos Aires: gente, cidade, arte, costumes, pássaros, igrejas, lazer, alunos, moda, solidão e praças.

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

El que inventó espejos que adelantaban o atrasaban, el que no pidió ni agradeció que le dieran el pan nuestro de las imágenes de cada día, prefiriendo elegir el reflejo incierto de otras ópticasd, ?merece acaso que alguien le ponga hoy en las manos, del otro lado del mar y de los años, esta baraja de espejos de detienen la hora múlti´ple de Buenos Aires en el azoggue de unas páginas?


Nenhuma informação foi cadastrada até o momento.

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

No início de maio de 1973, fui até Acapulco, México, participar de uma feira internacional com objetivo de vender para operadores de turismo dos EUA, Europa e Oriente, pacotes de viagens para o Brasil, e assim colocar a empresa Vasa Turismo, onde eu trabalhava, na rota dos negócios internacionais. A maioria dos participantes do evento muito trabalhava, para conseguir convencer e fechar negócios com os mais importantes operadores de turismo do mundo. No terceiro ou quarto dia do evento, estava tão exausto, que preferi ficar descansando no hotel, do que comparecer a um coquetel de negócios, programado para aquela noite. Deitado, aguardando o sono, folheava esse livro, que fora distribuído pela delegação argentina, quando começou um .... terremoto. Saí correndo pelas escadarias e corredores do hotel, ridículo e desesperado, vestido só de cuecas, e com o passaporte na mão. Tamanho foi o pavor, que no dia seguinte, pela manhã, retornei ao Brasil. Compromisso nenhum me faria permanecer em Acapulco. Fechei poucos negócios, mas trouxe o livro comigo.


 

Receber nossos informativos

Siga-nos:

Baixe nosso aplicativo

Livronautas
Copyright © 2011-2021
Todos os direitos reservados.