carregando

Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

 

Moderna Enciclopédia Sexual I

Para usar as funcionalidades você precisa estar logado(a). Clique aqui para logar
Erro ao processar sua requisição, tente novamente em alguns minutos.
Moderna Enciclopédia Sexual I

Livro Ruim - 2 comentários

  • Leram
    1
  • Vão ler
    1
  • Abandonaram
    0
  • Recomendam
    0

Autor: Flavio A Pereira  

Editora: Libra

Assunto: Enciclopédia

Traduzido por: Livro Editado em Português do Brasil

Páginas: 269

Ano de edição: 1966

Peso: 670 g

Avalie e comente
  • lido
  • lendo
  • re-lendo
  • recomendar

 


Ruim
Rafael Mafra
02/09/2002 às 18:36
Brasília - DF





Bati o olho nesse livro com uns oito, dez anos. Livro não, show de horrores. O conceito de educação sexual do autor é botar umas fotos de problemas hereditários, de anomalias sexuais e falar umas coisas pseudo-científicas, senso comum, horrível. Como todo show de horrores, quem tem estômago que leia. Na época, eu achei muito legal.


Ruim
Marcio Mafra
30/08/2002 às 18:32
Brasília - DF

Esta enciclopédia já era um engodo no ano em que foi editada. Percebe-se a desatualização da obra e do comprometimento de sua qualidade, tanto em termos médico-científico, como em considerações culturais, posto que, em 1966 camisinha já era denominada como tal, existia para venda em qualquer farmácia e em qualquer camelô de rua, no entanto a enciclopédia a trata na página 487 como côndon. "Côndon é um diafragma alongado, geralmente de latex, usado exclusivamente pelo homem. Vem acondicionado dentro de um envelope asséptico, onde se encontra totalmente enrolado. O côndon foi descrito pela primeira vez na história da sexologia em 1564, por Fallopius. Há dois tipos de côndons: o côndon para a glande e o côndon para o pênis inteiro. O côndon para a glande cobre apenas, quando desdobrado, a glande ou cabeça do pênis. O outro cobre o pênis inteiro, quando desdobrado." Diz o autor, Professor Flávio A Pereira, Diretor da Escola Superior de Ciência de São Paulo (Orgão do IBACE): " Esta é uma obra de informação. Também de educação, ou de adequação cultural. Necessária, hoje mais do que nunca, porque o Brasil está vivendo atualmente sob o império e o impacto de duas explosões: a cultural e a demográfica. .... Não se pode separar a cultura sexológica da cultura geral. Daí a importância desta Obra, preparada por equipe de especialista, sob a nossa direção e orientação.É preciso colocar as novas gerações brasileiras em dia com o mundo atual, preparando-as para o século XXI, cuja madrugada já se anuncia sob a forma de satélites artificiais, viagens à lua, pílulas de controle da natalidade e evolução humana dirigida.... " Ah!! Então tá.


Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Neste volume, encontram-se os verbetes sobre sexo, de: Aberrações Sexuais, até, Grécia e Roma.

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Côndon é um diafragma alongado, geralmente de latex, usado exclusivamente pelo homem. Vem acondicionado dentro de um envelope asséptico, onde se encontra totalmente enrolado. O côndon foi descrito pela primeira vez na história da sexologia em 1564, por Fallopius. Há dois tipos de côndons: o côndon para a glande e o côndon para o pênis inteiro. O côndon para a glande.


Nenhuma informação foi cadastrada até o momento.

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Ninguém sabe como, quando ou porque tal obra apareceu aqui em casa.


 

Receber nossos informativos

Siga-nos:

Baixe nosso aplicativo

Livronautas
Copyright © 2011-2021
Todos os direitos reservados.