carregando

Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

 

Moderna Enciclopédia Sexual II

Para usar as funcionalidades você precisa estar logado(a). Clique aqui para logar
Erro ao processar sua requisição, tente novamente em alguns minutos.
Moderna Enciclopédia Sexual II

Livro Ruim - 2 comentários

  • Leram
    1
  • Vão ler
    1
  • Abandonaram
    0
  • Recomendam
    0

Autor: Flavio A Pereira  

Editora: Libra

Assunto: Enciclopédia

Traduzido por: Livro Editado em Português do Brasil

Páginas: 501

Ano de edição: 1966

Peso: 600 g

Avalie e comente
  • lido
  • lendo
  • re-lendo
  • recomendar

 


Ruim
Rafael Mafra
02/09/2002 às 18:40
Brasília - DF

Continua a série "Acredite se quiser". Nesse capítulo, fotos de gêmeos siameses de todo tipo, homem com cauda, entre outros. Tem também explicações e um desenho sobre os eunucos indianos e opiniões sobre homossexualidade, na adolescência e na velhice. Hilário. Vale a pena ler e depois comentar quando todo mundo estiver bêbado.


Ruim
Marcio Mafra
30/08/2002 às 18:39
Brasília - DF

Esta enciclopédia era um engodo já no ano em que foi editada. Percebe-se a desatualização da obra e do comprometimento de sua qualidade, tanto em termos médico-cienfítico, como em considerações culturais, posto que, em 1966 camisinha já era denominada como tal, existia para venda em qualquer farmácia e em qualquer camelô de rua, no entanto a enciclopédia a trata na página 487 como côndon. "Côndon é um diafragma alongado, geralmente de latex, usado exclusivamente pelo homem. Vem acondicionado dentro de um envelope asséptico, onde se encontra totalmente enrolado. O côndon foi descrito pela primeira vez na história da sexologia em 1564, por Fallopius. Há dois tipos de côndons: o côndon para a glande e o côndon para o pênis inteiro. O côndon para a glande cobre apenas, quando desdobrado, a glande ou cabeça do pênis. O outro cobre o pênis inteiro, quando desdobrado." Diz o autor, Professor Flávio A Pereira, Diretor da Escola Superior de Ciência de São Paulo (Orgão do IBACE): " Esta é uma obra de informação. Também de educação, ou de adequação cultural. Necessária, hoje mais do que nunca, porque o Brasil está vivendo atualmente sob o império e o impacto de duas explosões: a cultural e a demográfica. .... Não se pode separar a cultura sexológica da cultura geral. Daí a importância desta Obra, preparada por equipe de especialista, sob a nossa direção e orientação.É preciso colocar as novas gerações brasileiras em dia com o mundo atual, preparando-as para o século XXI, cuja madrugada já se anuncia sob a forma de satélites artificiais, viagens à lua, pílulas de controle da natalidade e evolução humana dirigida.... " Então tá!!


Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Neste volume, encontram-se os verbetes sobre sexo, de: Hábitos Masculinos e Preferência Feminina, até, Nudismo e Crianças.

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Menopausa feliz.

A Menopausa é a fase da vida feminina em que os ovários cessam de produzir óvulos, e diminuem acentuadamente a secreção de hormonios sexuais femininos. Sempre foi uma época diffcil para a mulher. Ela sente uma série de sintomas desagradáveis, dentre os quais os famosos acessos de "calor" súbito.
Hoje os médicos sabem que os hormônios podem amenizar ou reduzir todas as consequências desagradáveis da Menopausa.
A hormonioterapia pode preparar a mulher para a difícil quadra dos 45, 50, 52 anos, quando a mulher padece de transtornos físicos e psíquicos.
Durante muito tempo, as senhoras que se vão aproximando da Menopausa tomam hormônios, sob prescrição médica. Mas agora os especialistas estão introduzindo um novo conceito, como o de prolongar a hormonioterapia além da menopausa.
O principal hormônio que é prescrito e o estrogênio.
Nenhuma mulher, porém, devera esperar urn "rejuvenescimento". Os hormônios não operam milagres.
Dentre as consequências da menopausa, os médicos mencionam as transformações da pele e do esqueleto. Gordura também pode se depositar dentro das artérias, deixando a pessoa mais vulnerável a ataques cardíacos.
Doses periódicas de estrogênio podem diminuir muito o impacto dos transtornos biológicos decorrentes da menopausa.
Os estrogênios não são a fonte da juventude. Mas são os mananciais que alimentam a fonte. O que e diferente ...


Nenhuma informação foi cadastrada até o momento.

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Ninguem sabe como, quando ou porque tal obra apareceu aqui em casa.


 

Receber nossos informativos

Siga-nos:

Baixe nosso aplicativo

Livronautas
Copyright © 2011-2021
Todos os direitos reservados.