carregando

Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

 

Horas de Combate

Para usar as funcionalidades você precisa estar logado(a). Clique aqui para logar
Erro ao processar sua requisição, tente novamente em alguns minutos.
Horas de Combate

Livro Bom - 2 comentários

  • Leram
    3
  • Vão ler
    2
  • Abandonaram
    0
  • Recomendam
    1

Autor: Ricardo D Liberali  

Editora: Paulinas

Assunto: Catolicismo

Traduzido por: Livro Editado em Português do Brasil

Páginas: 280

Ano de edição: 1959

Peso: 345 g

Avalie e comente
  • lido
  • lendo
  • re-lendo
  • recomendar

 


Excelente
Marcos Galvão
14/04/2013 às 13:59
São Paulo - SP
este livro è um dos primeiros sobre doutrina que eu li, não voltado ao publico de outras religioes apenas ao que se diz catolico. e assim pode conhecer a verdadeira doutrina da igreja e as diversas seitas rebatidas a luz do evangelho.

Ruim
Marcio Mafra
25/09/2002 às 18:07
Brasília - DF

Nos anos 30, 40 e 50, os católicos do Brasil ainda estavam muito bem posicionados quantitativamente e a sua religião, senão era a oficial, ao menos era oficiosa. Naquela época, nenhum governante federal, muito menos estadual ou municipal, teria a coragem de pertencer a outra religião que não a católica romana. Por volta de 1930 o autor escreve este livro, por ele mesmo denominado de vademecum apologético para uso dos leigos. O autor refere-se à outras religiões como seitas acatólicas. Num post scriptum ao seu interessantíssimo proêmio (proêmio vem do latim e significa canto introdutório) para a 1ª Edição, o autor diz que seu livro é uma autêntica "metralhadora da verdade" . Ao longo da leitura se constata, entretanto, que não passa de um livro completamente fanático, xiita além de pretencioso. Todo o seu conteudo foi escrito na forma de pergunta e resposta. Embora doutrinário, o livro não passa de espinafração ao protestantismo e espiritismo da época. Literatura pobre, tema ridículo, estilo sem personalidade. Preconceito bobo e injustificado. Livro triste.


Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Um fanático combate do mundo católico ao mundo espírita e principalmente, ao mundo protestante.

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

"Introdução à 2ª Edição. Nada tendo a acrescentar a esta segunda ser que, em vista do espiritismo avançar muito mentei alguns números a respeito do mesmo povo para a última invenção de Satanás.
Uruguaiana, 3 de maio de 1942. P. Ricardo D Liberali."
".... Reincarnação e ressurreição.
C- O rico avarento era bom ou mau?
E - Mau.
C - Sendo mau, conforme a teoria espírita, devia reincarnar-se.
E - Perfeitamente. E se reincarnou.
C - Mas não consta no texto sagrado.
E - Como não?
C - De que jeito? Pois não diz o texto que « morreu e foi sepultado» e das « profundezas do inferno» (ouça bem, é a palavra de Deus que o diz) das profundezas do inferno reclamava alívio, que lhe foi negado, porque já tinha recebido os seus bens em vida. E que não havia lugar para a reincarnaçáo, se vê pelo fato, de estarem 'ainda em vida os seus irmãos. Note bem, não teve folga para se reincarnar e se purificar (Lc 16, 19 a 31).
Que diz a isso ?
E - Que deve haver outros textos. .,
C - Igualmente infelizes para os discípulos de Allan Kardec.


Nenhuma informação foi cadastrada até o momento.

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Não tem nenhum historico para registro


 

Receber nossos informativos

Siga-nos:

Baixe nosso aplicativo

Livronautas
Copyright © 2011-2021
Todos os direitos reservados.