carregando

Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

 

O Novo Século

Para usar as funcionalidades você precisa estar logado(a). Clique aqui para logar
Erro ao processar sua requisição, tente novamente em alguns minutos.
O Novo Século

Livro Bom - 1 comentário

  • Leram
    1
  • Vão ler
    2
  • Abandonaram
    0
  • Recomendam
    1

Autor: Eric Hobsbawm  

Editora: Companhia das Letras

Assunto: Jornalismo

Traduzido por: Claudio Marcondes

Páginas: 196

Ano de edição: 2000

Peso: 250 g

Avalie e comente
  • lido
  • lendo
  • re-lendo
  • recomendar

 

Bom
Marcio Mafra
24/10/2004 às 18:07
Brasília - DF

Eric Hobsbawm é um historiador brilhante. Sua cultura histórica, seus conhecimentos e a elegância de sua linguagem facilitam a leitura e torna agradável a entrevista-livro sobre previsões nos assuntos que interessam a toda a humanidade, com destaque para: A Guerra e Paz; O declínio do império do ocidente; O que restou da esquerda, O que deve acontecer na chegada do novo milênio. Nem tudo o foi previsto pelo autor aconteceu de fato. Mas a maioria dos fatos podiam ser previstos por qualquer estudante mais atento à história.


Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Entrevista concedida à Antônio Polito pelo historiador Eric Hobsbawm, que faz as suas previsões sobre o Novo Século

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Não acho que seja possível identificar a globalização apenas com a criação de uma economia global, embora este seja seu ponto focal e sua característica mais óbvia. Precisamos olhar para além da economia. Antes de tudo, a globalização depende da eliminação de obstáculos técnicos, não de obstáculos econômicos. Ela resulta da abolição da distância e do tempo. Por exemplo, teria sido impossível considerar o mundo como uma unidade antes de ele ter sido circunavegado no início do seculo XVI. Do mesmo modo, creio que os revolucionários avanços tecnológicos nos transportes e nas comunicações desde o final da Segunda Guerra Mundial foram responsáveis pelas condições para que a economia alcançasse os níveis atuais de globalização. O ponto de partida foi a enorme aceleração e difusão dos sistemas de transporte de mercadorias. No passado, a produção estava limitada a área em que ocorria. Até mesmo o comércio era, em certos aspectos, condicionado pela incapacidade de se transportar bens perecíveis através de grandes distâncias, sem que perdessem suas características naturais. Era possível comerciar cereais, mas não flores frescas. A grande mudança foi o surgimento do transporte de carga por aviões. O exemplo mais óbvio, que nos afetou a todos, é o fim da sazonalidade dos produtos agrícolas Hoje, podemos importar frutas tropicais, amoras ou morangos, independentemente da estação do ano. O transporte aéreo tem a velocidade necessária para colocá-las ainda frescas em nossas mesas. Pela primeira vez na hist6ria da humanidade, isto tornou possível organizar a produção, e não apenas o comércio, em escala transnacional


Nenhuma informação foi cadastrada até o momento.

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Numa ocasião em que visitei o Mário Sérgio, em seu escritório do Centro Empresarial Brasília, tomei este livro emprestado, razão da anotação na folha de rosto: M S Mafra, novembro/2000. Agora não pode mais ser devolvido, pelo tempo decorrido e por ter sido incorporado ao acervo da bibliomafrateca.


 

Receber nossos informativos

Siga-nos:

Baixe nosso aplicativo

Livronautas
Copyright © 2011-2021
Todos os direitos reservados.