carregando

Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

 

Fugindo do Medo

Para usar as funcionalidades você precisa estar logado(a). Clique aqui para logar
Erro ao processar sua requisição, tente novamente em alguns minutos.
Fugindo do Medo

Livro Ruim - 1 comentário

  • Leram
    1
  • Vão ler
    0
  • Abandonaram
    0
  • Recomendam
    0

Autor: A J Cronin  

Editora: Record

Assunto: Romance

Traduzido por: A B Pinheiro de Lemos

Páginas: 132

Ano de edição:

Peso: 170 g

Avalie e comente
  • lido
  • lendo
  • re-lendo
  • recomendar

 

Ruim
Marcio Mafra
24/10/2004 às 22:49
Brasília - DF

Açúcar-demerara escorrendo pelas páginas do livro.. Fugindo do Medo, assim como outras do Cronin é uma história trouxa, do tipo "domingo alegre da bondade" onde os personagens sonham com o amor lindo, azul e maravilhoso. O final da história de Bryant Harker, além de previsível é tosco, mal acabado e ruim.




Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

A história de Bryant Harker, um engenheiro americano que vive em Viena, durante a guerra fria e o seu empenho para livrar-se do medo que o atormenta. Numa de suas viagens profissionais se apaixona pela noiva de seu melhor amigo, e aí....

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Sem esperar por uma resposta, ela atravessou rapidamente a pista de dança e desapareceu por trás das cortinas do palco. Perplexo com a repentina retirada, Harker virou-se. Constatou que um homem acabara de entrar no restaurante e estava sendo conduzido para uma mesa lateral. A princípio, na semi-escuridão, Harker não pode distinguir suas feições. Mas quando o recém chegado virou-se para sentar, Harker viu que era um homem idoso, de cabeça branca, óculos escuros, acompanhado por um belo pastor alsaciano. Não havia possibilidade de equívoco: era o homem que sentara a sua frente no trem, na viagem de Viena, lendo 0 livro em braile. Por que Madeleine ficara tão assustada com a chegada de um cego?, especulou Harker. A pergunta foi respondida quando os dois agentes, que o seguiam por toda parte, entraram e sentaram a mesa do cego. Harker sentiu o coração parar por um instante e o zumbido em seus ouvidos abafou todos os outros sons. Sentiu uma enorme vontade de se retirar. Estava prestes a empurrar a cadeira para trás quando se conteve. Despertara suspeitas por causa da fotografia; não devia aumentá-las, entrando em pânico .. Chamando o garçom, ele pediu outro drinque. Os três homens conversavam agora, em voz baixa, olhando ocasionalmente na direção de Harker. Qual a relação do cego com Garovitch e Ramovsky? Ele parecia tratá-los com um tom de autoridade. Harker observou-os com crescente apreensão. Podia sentir o coração martelando em seu peito....


Nenhuma informação foi cadastrada até o momento.

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Não tem.


 

Receber nossos informativos

Siga-nos:

Baixe nosso aplicativo

Livronautas
Copyright © 2011-2021
Todos os direitos reservados.