carregando

Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

 

Recordações do Escrivão Isaías Caminha.

Para usar as funcionalidades você precisa estar logado(a). Clique aqui para logar
Erro ao processar sua requisição, tente novamente em alguns minutos.
Recordações do Escrivão Isaías Caminha.

Livro Ótimo - 2 comentários

  • Leram
    2
  • Vão ler
    0
  • Abandonaram
    0
  • Recomendam
    0

Autor: Lima Barreto  

Editora: Circulo do Livro

Assunto: Romance

Traduzido por: Livro Editado em Português do Brasil

Páginas: 195

Ano de edição: 1989

Avalie e comente
  • lido
  • lendo
  • re-lendo
  • recomendar

 


Excelente
Moisés Basílio Leal
03/01/2021 às 20:13
-
O romance nos ajuda a compreender as formas de exclusão do Negro da vida social brasileira, nas primeiras décadas, após a promulgação da Lei Áurea no Brasil. Faz um crítica ácida à imprensa carioca da primeira década do século XX.

Ótimo
Vilzone Herculano
12/10/2020 às 19:45
São Bento do Sul - SC
O livro é bom, considero melhor, na forma e estilo de escrita, do que policarpo quaresma. Mas o policarpo também é um livro importante. E já na primeira página o livro traz um verso filosófico em francês; porém traduzido em uma nota de roda pé; de Guyau: " Mon coeur profond ressemblé à ces voûtes d'eglise Où le moindre bruit s'enfle en une immense voix." Maravilhoso!!!

Vilzone Herculano
12/10/2020 às 09:51
São Bento do Sul - SC
O romance narra a chegada do jovem e dedicado Isaías Caminha na cidade do Rio de Janeiro para estudar medicina. Leva consigo uma carta de recomendação escrita por um amigo de seu pai para poder arranjar-se na cidade. No entanto, ao entregar a carta a um deputado, que era quem iria ajudá-lo, este o engana. Ele acaba na redação de um grande jornal da cidade. O romance denunciava o poder que a imprensa possuía de manipular a população e suas alianças com a elite.
Vilzone Herculano
12/10/2020 às 09:51
São Bento do Sul - SC
No bonde, comprei um jornal (...) enquanto eu lia. (...) na segunda página dei com esta notícia: "Parte hoje para São Paulo, onde vai estudar a cultura do café, o dr. H. de Castro Pedreira, deputado federal. Sua excelência demorar-se-á ... Patife! Patife!

Nenhuma informação foi cadastrada até o momento.

Vilzone Herculano
12/10/2020 às 09:51
São Bento do Sul - SC
Todo conhecimento começa na imaginação, umas das capacidades (funções) do cérebro. A melhor maneira de treiná-la é lendo literatura - poemas, romances, contos etc. Trata-se de um treinamento imaginativo, assim como absorção de experiências possíveis de toda sorte. Tudo isso para tentar, em um futuro, alguma reflexão filosófica. Ou seja, para estudar filosofia, não se deve começar com livros sobre filosofia, mas com literatura. Assim ensina o mestre...

 

Receber nossos informativos

Siga-nos:

Baixe nosso aplicativo

Livronautas
Copyright © 2011-2021
Todos os direitos reservados.