carregando

Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

 

As Ideologias e o Poder em Crise

Para usar as funcionalidades você precisa estar logado(a). Clique aqui para logar
Erro ao processar sua requisição, tente novamente em alguns minutos.
As Ideologias e o Poder em Crise

Livro Excelente - 1 comentário

  • Leram
    1
  • Vão ler
    5
  • Abandonaram
    0
  • Recomendam
    0

Autor: Norberto Bobbio  

Editora: UNB

Assunto: Sociologia

Traduzido por: João Ferreira de Almeida

Páginas: 240

Ano de edição: 1999

Peso: 300 g

Avalie e comente
  • lido
  • lendo
  • re-lendo
  • recomendar

 

Excelente
Marcio Mafra
28/09/2005 às 23:06
Brasília - DF

O grande e notável Bobbio trata do pluralismo, socialismo, comunismo, terceira via, consenso e dissenso na política. Tudo sempre ligado à democracia, como bem convém aos ideólogos que analisam e dissecam o poder e as relações sociais daí decorrentes. Com As Ideologias e o Poder em Crise Norberto Bobbio comprova ser o mestre do melhor estilo literário e repete à exaustão: "Sou um homem da dúvida. É natural que duvide antes de tudo de mim mesmo." Certamente este livro possui a linguagem mais acessível de Bobbio e se destina a leitores não versados no "sociologuês". Muito bom.




Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Relato do significado das várias ideologias políticas para a formulação de uma sociedade mais justa. É, também, uma análise sistemática e do poder político e governamental, que está em crise.

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Da parte dos comunistas e da maior parte dos socialistas italianos a acusação que se levanta contra a social-democracia, repetida nos últimos dias por ocasião do artigo de Craxi em L 'Espresso, e a de que ela não tem possibilidade de superar o capitalismo. Na verdade, mesmo nos países onde militam de há muito fortes partidos social-democráticos, o capitalismo não foi eliminado. Isso não nos impede de dizer que a acusação é muito superficial e mostra mais uma vez como a paixão prevalece sobre a razão no debate político. Se o termo "social-democracia" ainda tem sentido e não é usado, como freqüentemente acontece na esquerda italiana, como um epiteto, ele pretende indicar a ideologia segundo a qual uma meta, que é o socialismo, pode e deve ser alcançada através de um método, que e a democracia. Não vejo como possa ser definido de outra maneira. Quem acha que pode defini-lo de outra forma, que se apresente. Algumas vezes me acontece duvidar se essa definição e exata e pensar se alguém tem o segredo de uma definição diferente que, entretanto, não consigo imaginar. É um fato que os dois grandes partidos da esquerda italiana não perdem nenhuma oportunidade para fazer solenes declarações sobre sua absoluta fé democrática, sobre o repúdio da via revolucionária, sobre a incindibilidade entre socialismo e democracia, sobre o respeito a todos os princípios que permitem distinguir uma sociedade democrática de uma sociedade autocrática. Apesar de tudo isso, esses dois grandes partidos quase sempre parecem aborrecidos quando alguém os chama de social-democráticos. Se alguém deseja ofendê-los é só chamar-lhes "social-democratizados"; se se desejar proclamá-los


Nenhuma informação foi cadastrada até o momento.

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Sempre que tenho oportunidade, olho os livros do Norberto Bobbio, importante pensador italiano, considerado o maior e melhor formulador do liberalismo político. Quando consigo, compro.


 

Receber nossos informativos

Siga-nos:

Baixe nosso aplicativo

Livronautas
Copyright © 2011-2021
Todos os direitos reservados.