carregando

Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

 

Enquanto Eu Não Te Encontro

Para usar as funcionalidades você precisa estar logado(a). Clique aqui para logar
Erro ao processar sua requisição, tente novamente em alguns minutos.
Enquanto Eu Não Te Encontro

Livro Bom - 1 comentário

  • Leram
    1
  • Vão ler
    0
  • Abandonaram
    0
  • Recomendam
    0

Autor: Pedro Rhuas  

Editora: Seguinte

Assunto: LGBT

Traduzido por: Livro Editado em Português do Brasil

Páginas: 271

Ano de edição: 2021

Peso: 370 g

Avalie e comente
  • lido
  • lendo
  • re-lendo
  • recomendar

 

Bom
Marcio Mafra
11/10/2021 às 15:57
Brasília - DF
“Enquanto Eu Não Te Encontro”, do novato Pedro Rhuas é um livro do gênero LGBT. Os personagens principais são Lucas e Eric. Eles deixam a cidade onde nasceram no interior do Rio Grande do Norte para se aventurar em Natal, onde pretendem estudar e arranjar emprego. Assim pretendem custear a desejada independência e com muito mais liberdade para a viver sem as restrições familiares e sociais das cidades interioranas.
Outros personagens importantes são Raul e Pierre que protagonizam muitos encontros e outro tanto de desencontros, narrados numa linguagem carregada de sotaque e da cultura popular potiguar. O romance é divertido, bem humorado e com final razoavelmente inesperado.

Marcio Mafra
11/10/2021 às 15:57
Brasília - DF
A história de Lucas, Eric e suas vidas amorosas de liberdade, aventura, desencontros e encontros.
Marcio Mafra
11/10/2021 às 15:57
Brasília - DF
Ele estende a mão, que seguro. Pierre me puxa em direção ao seu corpo e me gira, de modo que fico de costas contra seu peito, sua cabeça se curvando sobre o meu ombro esquerdo. — Mas sobre meu pai — ele sussurra —, devo admitir que contei tudo sobre você. — O que é “tudo”, Pierre? — Tudo tipo: “Me apaixonei, pai. Ou melhor, festoxonei por um menino chamado Lucas no Titanic e agora estou perdido, completamente arrebatado de paixão”. E então, dias depois, com os olhos cheios de lágrimas: "Ele não me enviou nenhuma mensagem e não sei por quê, e é por isso que estou perambulando como um miserável, papa. Desculpa”. — Ele deve me odiar. — Não, mas ficou surpreso ao ouvir do reencontro. A respiração de Pierre faz cócegas em minha pele. — É isso mesmo? Nenhem conheço meu sogro e já vou precisar trabalhar dobrado pra conseguir a aprovação dele? Hummmmmmmm. Sogro, é? Eu o ignoro de propósito. — Meus amigos também vão ficar chocados quando eu contar que , a gente se reencontrou no Carrefour, de todos os lugares possíveis. — Por que acha isso? — Porque fui um babaca com todo mundo, Pierre, e também porque meio que pensaram que eu estava inventando você. — Mas Raul e Eric nos viram — protesta. — Ninguém conseguia acreditar que eu fiquei tão mal por um garoto que conheci em uma festa. — Foi grave assim? — Muito. Eu me distanciei de todos. — Do Eric também? —- Principalmente. Fiquei chateado demais com ele — admito — Aquele dia foi uma loucura, atípico em todos os sentidos. Não só te encontrei, como nunca tinha visto Eric tão... não ele.

Nenhuma informação foi cadastrada até o momento.

Marcio Mafra
11/10/2021 às 15:57
Brasília - DF
Em setembro de 2021 comprei uns 10 ou 12 livros que constavam na listagem dos “mais vendidos” da Revista Veja. Procuro fazer isso, pelo menos uma vez por ano, com o propósito de Livronautas manter-se atualizada com o que a galera (e eu mesmo) anda lendo, independentemente das recomendações literárias e sem escolher gênero ou tipo de livro.

 

Receber nossos informativos

Siga-nos:

Baixe nosso aplicativo

Livronautas
Copyright © 2011-2021
Todos os direitos reservados.