carregando

Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

 

Honestamente: Sinceramente?

Para usar as funcionalidades você precisa estar logado(a). Clique aqui para logar
Erro ao processar sua requisição, tente novamente em alguns minutos.
Honestamente: Sinceramente?

Livro Bom - 1 comentário

  • Leram
    1
  • Vão ler
    0
  • Abandonaram
    0
  • Recomendam
    0

Autor: Bruna Zielinski  

Editora: Rocco

Assunto: LGBT

Traduzido por: Livro Editado em Português do Brasil

Páginas: 319

Ano de edição: 2021

Peso: 490 g

Avalie e comente
  • lido
  • lendo
  • re-lendo
  • recomendar

 

Bom
Marcio Mafra
10/12/2021 às 20:42
Brasília - DF
Honestamente: Sinceramente?’’ é uma história entre dois personagens principais, Benjamin e Leonardo, estudantes adolescentes que vivem uma amizade similar às relações da vida real.
O formato do livro se desenvolve com “mensagens” e “reflexões” alternadas, ora assinadas por Leo, ora por Beijamin.
Nesses textos ou reflexões ambos destilam venenos, conflitos, tesões, dúvidas, desentendimentos, desejos, sentimentos, mágoas e entusiasmos.
Mesmo assim o leitor percebe o amadurecimento de ambos ao longo da história, porém, sem que nenhum dos dois se pareça com um príncipe encantado.
Difícil saber se o estilo “fanfic” veio pra ficar.
Mas é interessante o foco exclusivo nos personagens – suas atitudes e comportamentos - sem o auxilio de ambientações, paisagens e outras descrições tão comuns nos livros de ficção.
Autora e livro são bons.

Marcio Mafra
10/12/2021 às 20:42
Brasília - DF
A história de Leonardo Guimarães e Benjamin Park Fernandes. Eles são parte de uma turma de adolescentes, porém, ambos vivem uma relação de amor e ódio, muito conturbada.
Marcio Mafra
10/12/2021 às 20:42
Brasília - DF
Sinceramente? ` O sentimento sem nome. Sinceramente? Não sei descrever o quanto esse garoto é importante para mim. Acabei sendo O responsável por puxar a leitura do maldito livro para fazermos a droga do seminário, até porque ficar no seu colo tomando chá de hortelã e enrolado em um cobertor... olha, digamos que era perigoso para com os meus sentimentos e eu acho que dá para entender o que é que eu quero dizer com isso. O que falei para ele: - Vamos aproveitar o tempo e estudar. Nos metemos no meu quarto, ele lendo sua parte no meu noteboock e enviando e-mails para si mesmo com seus destaques e anotações, e eu passei a ler minhas folhas. Eu e ele, lado a lado na cama, usávamos nossas mãos livres para fazer carinho um no outro. E pela primeira vez na vida toda, eu me senti tranquilo perto dele. Sinceramente? Foi a coisa mais ambígua que já senti. Meu coração batia extremamente rápido e foi um pouco difícil me concentrar no texto enquanto eu tinha o cara mais bonito e gentil de toda a cidade me fazendo carinhos no rosto, e meu corpo inteiro gritava o seu nome e sobrenome e me colocava em alerta porque ele era simplesmente perfeito e estar perto dele era absolutamente perigoso. E a outra parte de mim não sentia qualquer medo ou inquietação perto dele. Era a primeira vez que me sentia seguro, sem pensar que estraguei tudo ou que falei e me expus demais. Eu só estava calmo sem nenhum tipo de intimidação. Fomos lendo naquele clima gostoso até que o sono começou a bater, isso lá depois das duas da manhã, quando combinamos de ler mais um pouco para terminar tudo a tempo. A certo ponto já estávamos os dois de camiseta e cueca debaixo dos cobertores, concentrados naquele silêncio e, em algum momento, pegamos no sono.

Nenhuma informação foi cadastrada até o momento.

Marcio Mafra
10/12/2021 às 20:42
Brasília - DF
Honestamente: Sinceramente?’’ é uma história entre dois personagens principais, Benjamin e Leonardo, estudantes adolescentes que vivem uma amizade similar às relações da vida real. O formato do livro se desenvolve com “mensagens” e “reflexões” alternadas, ora assinadas por Leo, ora por Beijamin. Nesses textos ou reflexões ambos destilam venenos, conflitos, tesões, dúvidas, desentendimentos, desejos, sentimentos, mágoas e entusiasmos. Mesmo assim o leitor percebe o amadurecimento de ambos ao longo da história, porém, sem que nenhum dos dois se pareça com um príncipe encantado. Difícil saber se o estilo “fanfic” veio pra ficar. Mas é interessante o foco exclusivo nos personagens – suas atitudes e comportamentos - sem o auxilio de ambientações, paisagens e outras descrições tão comuns nos livros de ficção. Autora e livro são bons.

 

Receber nossos informativos

Siga-nos:

Baixe nosso aplicativo

Livronautas
Copyright © 2011-2022
Todos os direitos reservados.