carregando

Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

 

Como Trabalhar Para Um Idiota

Para usar as funcionalidades você precisa estar logado(a). Clique aqui para logar
Erro ao processar sua requisição, tente novamente em alguns minutos.
Como Trabalhar Para Um Idiota

Livro Ruim - 1 comentário

  • Leram
    2
  • Vão ler
    0
  • Abandonaram
    0
  • Recomendam
    0

Autor: John Hoover  

Editora: Futura

Assunto: Administração

Traduzido por: Debora da Silva

Páginas: 264

Ano de edição: 2005

Peso: 410 g

Avalie e comente
  • lido
  • lendo
  • re-lendo
  • recomendar

 

Ruim
Marcio Mafra
19/02/2006 às 13:41
Brasília - DF


O titulo do livro é encantador. Encantador porque idiota é um xingamento simples, com o qual, qualquer subordinado, de qualquer empresa, igreja ou governo, já brindou o seu chefe hierárquico, quer em palavra como em pensamento. Não apenas no caso da relação de emprego, mas até na relação social, religiosa, diplomática ou mesmo familiar, ante uma atitude pouco inteligente - ou por vezes - completamente estúpida, de seu colega, do amigo, do padre ou pastor, do diplomata, do seu primo ou cunhado, ou mesmo de um motorista desconhecido, não há quem não tenha deixado escapar algo parecido com a expressão ..."mas que cara idiota..." Na maioria das vezes o insulto é despretencioso e não tem por objetivo injuriar ou destratar seriamente a pessoa. Porém, trabalhar para um idiota, é cruel. Muito cruel. Mas, o ápice da crueldade, da maldade pura e absoluta é o ato de ler este livro, que espantosamente já se encontra na "quarta edição". Algo em torno de 15 a 20 mil exemplares. Não foi possível levar a leitura além do capítulo 4 "procriação idiota", na página 77. Idiotismo seria continuar. Idiotice absoluta..

 



Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Aprendendo a evitar conflitos com seu chefe.

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Chefes paranóicos. Um chefe paranóico é uma criatura e tanto. Para os chefes paranóicos, tudo e todos estão contra ele, inclusive você. Trabalhar para um chefe paranóico pode ser uma ameaça real. Qualquer coisa que você faça, por qualquer razão, é uma tentativa de subverter seu chefe, ou ele pensa assim. O que você pode fazer? Muito pouco. A paranóia é uma portinhola emperrada. Ela existe largamente na imaginação do paranóico, e esse setor não é acessível a você ou qualquer outra pessoa. A paranóia pode se auto-alimentar e tornar-se uma profecia auto-realizadora. O chefe paranóico gasta sua energia buscando e expondo a conspiração contra ele. Às vezes realmente encontra uma. Mas, na maior parte do tempo, ele precisa inventá-las. De qualquer forma, o foco e a liderança que deviam estar voltados para os objetivos do departamento são desperdiçados, e toda a operação vai por água abaixo, o que confirma as suposições do chefe de que alguém estava conspirando para sabotar sua operação. Ele não precisa ter nenhuma evidência; basta uma operação fracassada. Isto é suficiente para alimentar a paranóia até a próxima vez. Escapar do chefe paranóico não é difícil. Se você puder fazê-lo acreditar que é parte da conspiração, ele fará tudo que puder para puni-lo, o que, em muitas organizações, resulta em transferência de departamento, porque hoje em dia uma demissão sumária termina sempre em litígio, e todo mundo sabe que ele é paranóico. Embora isso seja eticamente suspeito, você pode tentar tossir nas reuniões. Seu chefe paranóico vai interromper imediatamente o que estiver dizendo para perguntar: "O que foi? O que está acontecendo?". Olhe em volta da sala e responda: "Nada". Aproximadamente noventa segundos mais tarde, faça sinal para um de seus conspiradores tossir. Tamborile o código morse na mesa de reuniões e combine com seus cúmplices para responderem da mesma maneira. Quando seu chefe paranóico perguntar: "O que foi? O que está acontecendo?", encolha os ombros. Quanto mais você negar suas acusações, mais ele suspeitará de você e se esforçará para removê-lo de seu departamento. O tempo e as circunstâncias mudam. Para muitos profissionais, o panorama de empregos é quase irreconhecível comparado ao que era há alguns anos. Atrasos fiscais em todos os ramos, reduções nas corporações e contenção de custos sempre limitam as opções de que você dispunha para mover-se com liberdade e facilidade pela organização. Se escapar de seu chefe paranóico não é tão fácil quanto você esperava, você pode empregar táticas para tornar o relacionamento tolerável.


Nenhuma informação foi cadastrada até o momento.

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Adriano Oliveira, trabalha na CDL, onde desempenha a função de Gerente de Informática - ou Gerente de TI - e me presenteou este livro, em fevereiro de 2006. Na CDL, o Superintendente exerce a mais alta posição hierárquica, mesmo sobre os gerentes técnicos ou especialistas. Não consta qualquer menção ao "presente", nem mesmo uma simples dedicatória assinada pelo "diligente e zeloso" funcionário.


 

Receber nossos informativos

Siga-nos:

Baixe nosso aplicativo

Livronautas
Copyright © 2011-2021
Todos os direitos reservados.